Padroeiro São Carlos Borromeu

São Carlos Borromeu é o padroeiro de Lagoa da Prata, e o nome do Laboratório foi escolhido em homenagem a este santo.
São Carlos Borromeu, cuja festa é no dia 4 de novembro, foi advogado e canonista. Ele é de Arona, Lombardia, onde nasceu a 2 de outubro de 1538. Tinha apenas 22 anos e nem era sacerdote, quando o Papa Pio 4º (1559-1565), seu tio, nomeou-o cardeal e arcebispo de Milão.

São Carlos Borromeu, cuja festa é no dia 4 de novembro, foi advogado e canonista. Ele é de Arona, Lombardia, onde nasceu a 2 de outubro de 1538. Tinha apenas 22 anos e nem era sacerdote, quando o Papa Pio 4º (1559-1565), seu tio, nomeou-o cardeal e arcebispo de Milão.

Cabe destacar que foi graças ao jovem Carlos Borromeu que as reformas do Concílio de Trento foram impostas à Igreja. Houve, ainda, a criação de novos seminários, a pastoral foi renovada e organizações de pastoral tiveram grande incremento. O apostolado da imprensa e dos leigos começou a se desenvolver. ” Ele encheu o século 16 de novas esperanças e é considerado o símbolo de uma Igreja renovada, de seu tempo” , e escreve em “Santos e Heróis do Povo” o Cardeal Arns.

Durante os anos 1576-1577, quando a peste quase dizimava a cidade, São Carlos Borromeu saia pelas ruas com uma corda no pescoço e uma cruz às costas, implorando a misericórdia de Deus. Morreu a 3 de Novembro de 1584. Foi canonizado em 1º de novembro de 1610 por Paulo 5º. Foi-lhe dado o nome de Pai dos Pobres.

Texto extraído do Jornal O SÃO PAULO, Edição 2158 de 29/10/1997

Oração de São Carlos Borromeu

Ó Deus, que aos vossos pastores associastes
São Carlos Borromeu, animado de ardente
caridade e da fé que vence o mundo, daí-nos,
por sua intercessão, perseverar na caridade
e na fé, para participarmos de sua glória.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso filho,
na unidade do Espírito Santo. Amém.

São Carlos Borromeu nasceu em Arona, Lombardia, no dia 2 de Outubro de 1538. Em 1559 formou-se em Direito Civil e Direito Canónico. Pio IV (1559-1565) era seu tio, o que favoreceu a sua elevação a cardeal e arcebispo de Milão, quando tinha apenas 22 anos e nem sacerdote era. Além disso, era também secretário particular do papa, tudo isso devido mais ao nepotismo que a suas qualidades e competência. Será, contudo, justamente por meio desse jovem que as reformas tridentinas serão impostas à Igreja. Seminários foram criados, a pastoral foi renovada e organizações apostólicas tiveram grande incremento.
O povo começou a ser doutrinado e instruído nas verdades da fé. O apostolado da imprensa e dos leigos começou a ser desenvolvido.
São Carlos Borromeu foi um pastor exemplar.
Esteve sempre ao lado do povo, especialmente nos momentos mais difíceis. Durante os anos 1576-1577, quando a peste avassalava a cidade, saía em procissão pelas ruas da cidade com uma corda no pescoço e uma cruz às costas, implorando a misericórdia de Deus.
Morreu a 4 de Novembro de 1584, com apenas 46 anos de idade. No seu túmulo está inscrito: Carlos, cardeal com o título de São Praxedes, arcebispo de Milão, que implora o socorro das orações do clero, do povo e dos devotos em geral, escolheu esta tumba, quando em vida. (Apud Padre Rohrbacher, Vol. XIX, p. 179.). O Papa Paulo V canonizou-o no dia  1 de Novembro de 1610. Gregório XIII ao ter conhecimento da sua morte exclamou: “a luz de Israel extinguiu-se”.
São Carlos Borromeu, Bispo e Confessor
(+ Milão, 1584)

De uma nobre família italiana, foi feito cardeal e arcebispo de Milão por seu tio, o Papa Pio IV. Sentindo-se atraído pela vida contemplativa, pensou em renunciar à arquidiocese.
Mas seu amigo o Venerável D. Frei Bartolomeu dos Mártires, arcebispo de Braga, o dissuadiu dessa idéia, convencendo-o de que, naquele século em que o alto Clero tantas vezes dava mau exemplo, seria melhor que ele, altamente colocado na escala social e ademais sobrinho de um Papa, desse o bom exemplo de vida como arcebispo.
Foi o que fez Carlos Borromeu, modelo perfeito de pastor de almas zeloso, que aplicou em Milão as reformas ordenadas pelo Concílio de Trento.
Faleceu com 46 anos.
São Carlos, rogai por nós.

Hino de São Carlos Borromeu
O seu povo lhe rende homenagem
Ó São Carlos Nosso Santo Padroeiro.
Porque sempre imitou nesta terra,
A Jesus, nosso Deus verdadeiro.
Refrão
Nesta vida, ser santo é lutar
Por um mundo mais justo e irmão
É fazer o seu povo mudar,
Pra ser todos um só coração!
Que sejamos de Cristo a imagem
A exemplo de nosso padroeiro.
Ele sempre lutou com coragem
E do AMOR se tornou mensageiro.
Nossa terra se sente feliz
Por São Carlos, nosso santo padroeiro.
Seus exemplos queremos seguir,
Para sermos, no céu, companheiros.
Que o Senhor nos dê sua bênção
E nos faça, do céu, mensageiros.
Nos anime a lutar e vencer
E nos faça ser santos caminheiros.